Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Redação’ Category

Download Aqui!

Fonte: http://www.uece.br/uecevest/index.php/noticias/43882-2016-02-24-22-53-39

Read Full Post »

Arquivo Original

Professoras elaboradoras: FLAVIANNE CORTEZ E LORENAMATOS

 

Proposta 1

 Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma culta escrita da Língua Portuguesa sobre o tema “Invasão humana nos habitats de outros animais: desequilíbrio no ecossistema”.

Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para a defesa

do seu ponto de vista, sem ferir os direitos humanos.

 

Texto 1

Plástico polui oceanos e prejudica diversos animais marinhos

Pesquisa feita pelo Projeto Tamar revela que, de cada 10 tartarugas mortas, quatro morreram, porque ingeriram lixo.

Do golfinho que tinha mais de dois metros de comprimento sobrou só o esqueleto. Quando apareceu na praia, no sul do Espírito Santo, já estava sem forças para reagir.

“Um pedaço de plástico estava no estômago, o outro, no esôfago. Aos poucos, o animal deixou de se alimentar, foi ficando desnutrido e morreu por inanição, que foi a causa da morte”, explica Lupércio Barbosa, coordenador do Instituto Orca.Ele era de uma espécie rara, um golfinho de dentes rugosos.

Foi mais uma vítima do lixo.“Jogar um plástico do carro na rua, vai cair no bueiro e isso vai parar no mar “, alerta Lupércio.Imagine uma cidade cortada pelo mar, com toda beleza que isso representa, e,ainda por cima, sem lixo jogado no lugar errado. Não é fácil encontrar um lugar assim. Olhando de fora parece mesmo bem bonito, mas por outro ângulo a esperança vai afundando. É assim normalmente em trechos de mar que cortam centros urbanos.

No fundo do canal de Guarapari, no Espírito Santo, o lixo não desaparece. Resiste ao tempo e se mistura à vida marinha, insistente.“A sujeira realmente incomoda bastante, a gente tenta jogar para baixo do tapete, mas quando você desce dá para ver que está ali”, conta o mergulhador Bruno Zippinotti.Garfo de plástico, faca, garrafa. “Até muito longe da terra a gente encontra lixo flutuando que vem do continente. Isso afeta o meio ambiente, afeta a comunidade, porque diminui o turismo na área”, diz o mergulhador Júlio Yaber.

A sujeira vem das cidades litorâneas, mas pode aparecer muito mais longe, a centenas de quilômetros da praia. No Rio Doce, que corta mais de 200 cidades de Minas Gerais e Espírito Santo, é só acompanhar o trajeto da água para ver o tamanho do problema. No local a gente encontra garrafa de plástico, embalagem de óleo lubrificante, detergente e xampu. É lixo que segue adiante e vai parar no mar, provocando um efeito devastador.“Eu já vi peixe com sacola enrolada na goela, já vi garrafa pet agarrada na goela do peixe também”, relata o pescador Zé de Sabino.

“As tartarugas confundem o lixo com alimento. E ela vai comer e pode morrer”, diz a estudante Kerly Maciel.

Uma pesquisa feita em 2009 pelo Projeto Tamar em cinco estados brasileiros – Ceará, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, São Paulo e Santa Catarina – revela que de cada 10 tartarugas mortas, quatro morreram porque ingeriram lixo. Dentro de uma única tartaruga verde encontrada no litoral capixaba tinha plástico de todo jeito e tamanho, pedaço de canudo e até tampa de garrafa pet. “Essa quantidade de lixo para um animal pequeno, um animal que tinha por volta de quatro anos, isso é fatal”, explica Henrique Filgueiras, coordenador do Projeto Tamar em Regência, no Espírito Santo.

O bicho confunde o plástico com o seu alimento, as algas, e o material não é digerido, fica no estômago do animal impedindo que se alimente. Além disso, ele não consegue mais afundar, tem dificuldade para respirar. Precisa de tratamento urgente, à base de soro. Uma papa verde, mistura de peixe e couve, é para o animal já mais forte, que tenta sobreviver.“Pode ser que ela contribua para eliminar esse lixo que tiver, se a obstrução não for muito grande já, não for muito severa”, conta a veterinária Jéssica Ribeiro.

Um documentário francês mostra a sopa de plástico que viraram os oceanos. No Mar Mediterrâneo há três milhões de toneladas de lixo. O plástico tomou conta do mar, está na superfície e até a mil metros de profundidade.

Disponível em: http://www.globalgarbage.org/blog/index.php/2010/01/11/animais-marinhos-sofremcom-lixo-no-oceano/

Acessado: dia 17/08/2015

 

 

Texto 2

Sem título

Disponível em: https://www.google.com.br/search?q=animais+marinhos+lixo

Acessado: 17/08/2015

 
Texto 3

Animais icónicos que os humanos estão a levar à extinção

Lémures

Desde que os humanos chegaram a Madagáscar há cerca de 2.000 anos, cerca de 15 a 20 espécies de lémures foram extintos, provavelmente devido à perda de habitat e caça, incluindo espécies cujos machos cresceram até tamanhos semelhante aos dos gorilas, afirmou Paul Garver, da Universidade de Illinois.Mas isso foi ao longo de centenas e milhares de anos. Os seres humanos estão a reduzir ohabitat dos lémures em ritmo muito mais rápido agora. Como as populações humanas malgaxes sabem, eles ameaçam as demais espécies de lémures e milhares de outras espécies endémicas com extinção a um ritmo acelerado, disse Garber.

Atualmente, 93 espécies de lémures estão em perigo, criticamente em perigo ou ameaçadas,

principalmente devido ao desmatamento de florestas da ilha, de acordo com a União Internacional para  a Conservação da Natureza (IUCN), uma organização ambiental global – que é de 91% de todas as espécies de lémures.

 

Tubarões

Cerca de 100 milhões de tubarões são mortos todos os anos para serem transformados em sopa de barbatana de tubarão, uma iguaria chinesa. Este comércio tem a forma do finning, em que as barbatanas dos animais são cortados fora e eles são jogados de volta ao oceano para morrer lentamente. No entanto, o gosto da China pelo prato pode estar a cair: de acordo com o grupo ambientalista americano WildAid, o consumo da sopa está abaixo de 50 a 70% nos  últimos dois anos.No entanto, um terço dos tubarões e raias estão ameaçados de extinção, de acordo com um estudo de2009 feito pela IUCN. Por esta razão, a Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Selvagens (CITES) votou, em março deste ano, a proibição do comércio de barbatanas de tubarão de cinco espécies ameaçadas. [Livescience]

Disponível em: http://www.ciencia-online.net/2013/12/7-animais-que-humanos-estao-a-extinguir.html

(adaptado)

Acessado: 17/08/2015

 

INSTRUÇÕES:

  • O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
  • A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
  • A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
  • A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.

 

 

Proposta 2

Texto I

Movimentos planejam protestos em todo o país e Aécio indica participação

Com a popularidade da presidente Dilma Rousseff em baixa e as crises econômica, política e ética cada vez mais acirradas, movimentos de oposição ao governo da petista saem às ruas neste domingo (16/8/15) em protestos programados para todo o país e também no exterior. O Movimento Brasil Livre espera manifestações em, pelo menos, 144 localidades, já o Vem Pra Rua lista 257 cidades em seu site, sendo 19 fora do Brasil. Além do ‘fora Dilma’, outro mote dos principais movimentos de rua contrários à atual gestão federal, que inclui também o Revoltados Online, é “não vamos pagar a conta do PT”.

Ao contrário dos protestos anteriores, quando o principal partido de oposição tentou manter uma certa neutralidade, neste domingo, o PSDB e seus principais aliados, como o DEM, PPS e Solidariedade, convocaram as pessoas para irem às ruas. O candidato derrotado do PSDB em 2014, Aécio Neves, sinalizou nesta sexta-feira (14/8/15) em Maceió, onde participa do lançamento da campanha nacional de filiação do seu partido, que vai participar das manifestações, mas não disse onde.

 Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2015/08/14/internas_polbraeco,494630/movimentos-planejam-protestos-em-todo-o-pais-e-aecio-indica-paticipacao.shtml

Acessado em: 17/08/2015

 

Texto II

 Todos os estados e o DF têm protestos contra o governo Dilma

Brasileiros foram às ruas neste domingo (16) em 205 cidades em todos os estados e no Distrito Federal em protesto contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

As manifestações levaram mais pessoas às ruas do que as de 12 abril, mas menos do que as de 15 março, segundo a polícia e os organizadores. A PM estimou em 879 mil o total de manifestantes deste domingo. Em abril, foram 701 mil e em março, 2,4 milhões.Considerando os números dos organizadores, participaram 2 milhões neste domingo, 1,5 milhão em abril e 3 milhões em março.

Grande parte dos manifestantes pedia a renúncia ou o impeachment da presidente e cobrava o fim da corrupção. Pela primeira vez, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi fortemente criticado. Muitos participantes vestiam verde amarelo e levavam bandeiras do Brasil. Também foram vistas faixas com referência à Operação Lava Jato e elogiando o juiz Sérgio Moro.

Na noite deste domingo, o Instituto Lula divulgou nota na qual afirmou que o ex-presidente jamais cometeu ilegalidades antes, durante ou depois de seus dois mandatos.

Fonte: http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/08/manifestantes-protestam-contra-o-governo-dilma-emcidades-do-brasil.html

Acessado em: 17/08/2015

 

> A partir de seus conhecimentos acerca do tema e baseado nos textos motivadores, escreva um artigo de opinião sobre a influência das manifestações populares no cenário atual da política brasileira

 

Fonte: http://www.uece.br/uecevest/index.php/noticias/43809-2015-08-19-14-50-43 (Acessado em 29/09/2015)

Read Full Post »

Redação – Elementos da Narrativa – Parte 1 – 2.


Redação – Elementos da Narrativa – Parte 2 – 2.


Read Full Post »

UECE– 1995.1

Tema: 1. O cearense.

UECE – 1995.2

Temas: 1. A fauna cearense.

2. Meu pássaro predileto

3. Saudade – um soluço longínquo

4. Os animais e a ecologia

UECE – 1996.1

Temas: 1. Recordação de um rebanho.

2. A convivência com respeito.

3. Meus tempos de escola.

4. Uma armadilha e uma viagem.

UECE – 1996.2

Temas: 1. Meu amor eterno.

2. Amor, razão de viver.

3. Amor, doce ilusão.

UECE – 1997.1

Temas: 1. A ganância.

2. A luta pela vida.

3. Decisão

UECE – 1997.2

Temas: 1. Um mistério.

2. Uma situação complicada.

3. Um telefonema enigmático.

UECE – 1998.1

Temas: 1. Minha cidade.

2. Uma história de amor.

3. O ciúme.

UECE – 1998.2

Temas: 1. Os óculos mágicos.

2. Fantasia e realidade.

3. Um exemplo de vida.

UECE – 1999.1

Tema: 1. Escreva uma carta a um amigo, dissertando acerca dos efeitos positivos e negativos da televisão sobre o desenvolvimento do jovem.

UECE – 1999.2

Tema: 1. Imagine que você foi designado para escrever um artigo sobre o Brasil atual. Produza um texto, tecendo considerações acerca do povo brasileiro (costume, modo de vida, situação econômica, valores.)

UECE – 2000.1

Tema: 1. Você foi convidado para falar sobre “progresso e tecnologia” em um encontro de estudantes. Escreva o texto que deve ler na ocasião. Posicione se a favor ou contra o tema, apresentando argumentos que possam levar o seu ouvinte a aceitar o seu ponto de vista. Lembre se de que sua argumentação não deve apresentar falhas que possam dar oportunidade a que o ouvinte invalide.

UECE – 2000.2

Tema: 1. Ao ler os textos Meu amarelo bichomanteiga e Língua, você deve ter percebido opiniões diferentes de João Ubaldo e Caetano Veloso sobre a língua portuguesa falando do Brasil. Escreva uma carta a um dos autores, posicionando-se em relação às idéias expressas por ele no texto. Ao argumentar, lembre-se de que quem escreve precisa adequar a linguagem ao maior ou menor grau de intimidade que tem com o destinatário.

UECE – 2001.1

Tema: 1. Imagine a seguinte situação:

Fim do milênio. È consenso entre os diversos segmentos da sociedade que a sobrevivência no Planeta exige respeito aos princípios fundamentais da ética. A ADE (Associação em Defesa da Ética) lança o concurso Ético para a vida, que selecionará os melhores trabalhos para serem divulgados no site http://www.ade.com.br

Você participará desse concurso, escrevendo um texto que tratara de um dos seguintes temas específicos: a) Ética e Ciência; b) Ética e literatura; c) Ética e Política; d) Ética e Propaganda; e) Ética e Trabalho. Escolha o tema e desenvolva o seu texto, usando argumentos capazes de convencer as pessoas da importância de todos assumirem um compromisso ético.

UECE – 2001.2

Imagine que você mora na periferia de uma grande cidade e é membro da associação de moradores do bairro. Como a pessoa mais letrada do grupo, você foi incumbido de elaborar um texto com a finalidade de levar ao conhecimento das autoridades e da população em geral os problemas vividos pela sua comunidade. Escolha uma das seguintes formas de denúncia e desenvolva seu texto.

Tema:   1. Manifesto dirigido à população para ser distribuído nos sinais de Trânsito.

2. Narrativa de um fato ilustrativo de uma situação de risco para ser publicado no jornal da entidade.

3. Carta a Câmara Municipal de sua Cidade.

UECE -2002.1

Você lerá declarações sobre diversidade cultural, tolerância e intolerância.

1.“O Ocidente deve ter consciência da supremacia de sua civilização e continuar a ocidentalizar e conquistar os povos”

(Sílvio Berlusconi, primeiro ministro da Itália, Jornal do Brasil, (27/9/01).

2.“O grande exercício da sabedoria está na tolerância de conviver com outro na sua diferença.”

(Eduardo Diatahy B. de Menezes, o povo. 30/09/2001)

Escolha uma das propostas abaixo para desenvolver o seu texto:

a) Escreva um artigo de opinião, para ser publicado em um jornal, posicionando se sobre o conteúdo de uma das declarações transcritas.

b) Relate, para ser lido em um encontro de estudantes que discutirá o tema Diversidade cultural, um fato de domínio publico que ilustre uma atitude de tolerância ou intolerância cultural.

UECE – 2002.2

Escolha uma das propostas abaixo para desenvolver seu texto:

a) Imagine se no papel de um publicitário encarregado da campanha de um candidato a um dos cargos nas próximas eleições. Crie um nome fictício para seu candidato e escreva um texto, apresentando esse candidato como um defensor da liberdade. Seu texto será distribuído ao publico em forma de panfleto.

b) Do texto de Cecília Meireles Liberdade, o excerto Ser Livre é ir mais além: é buscar outro espaço, outras dimensões, é ampliar a órbita da vida lhe atenção. Por estar, de alguma forma pessoal as idéia sugeridas no trecho. Escreva uma crônica tratando dessa temática para ser publicada em um jornal de sua cidade.

c) Imagine a seguinte situação: Você participara de uma convenção em que serão recordados momentos importantes da vida dos membros de sua família. Escreva um texto, para ser lido nesse encontro, narrando um episodio de sua infância que represente alguma tentativa de conquistar a liberdade.

UECE – 2003.1

Escolha uma das propostas abaixo para desenvolver seu texto:

1. Na eleição passada, você votou para deputado em candidatos que considerou digno de seus voto. Empregando uma linguagem adequada à situação, escreva uma carta a uma desses deputados, apontando os três problemas que, na sua visão, têm mais urgência e aponte, também, sugestões de soluções para esses problemas.

2. Imagine que você é o Presidente recém empossado do Brasil. Convicto do que deseja realizar e ciente das situações que poderá enfrentar – alguns tentarão enlaçá-lo; outros se oporão abertamente ás suas idéias – crie uma fábula para serem inserida em um pronunciamento que será lido no Congresso Nacional. Nesta fábula, empregando a linguagem que a situação exige você mostrará como conseguiu vencer as dificuldades impostas por aqueles que se opuseram às suas idéias e quiseram impedi-lo de tomas as decisões exigidas pelo momento.

UECE – 2003.2

UECE – 2004.1

UECE -2004.2

Produza um texto relatando como se deu seu processo de aquisição de leitura e da escrita.

UECE – 2005.1

Constantemente encontramos em jornais ou revistas manchetes do tipo;

Rubens Lisboa morto por adolescentes durante assalto

Perigo nos cruzamentos e ruas de Fortaleza

Tiros e perseguição em seqüestros de professora.

Escreva um texto mostrando o que está levando os jovens à violência.

UECE – 2005.2

Escreva um texto mostrando o que você faria se soubesse que tinha apenas mais um ano de vida.

UECE – 2006.1

O Brasil é um país complexo e contraditório com manifestações culturais diversificadas, paisagens distintas e contrastes sociais bastantes acentuados.

Redija um texto em pode se encaixar a idéia: “O QUE DÁ PRA RIR DÁ PRA CHORARA”.

UECE – 2007.1

ESCOLHA UMA DAS PROPOSTAS ABAIXO

Proposta 1 – Suponha que você vai participar de um concurso de CRÔNICAS em sua escola. Redija então se texto, tendo como objetivo RELATAR algumas experiências marcantes do seu PERIODO ESCOLAR e que contribuíram para a formação de sua IDENTIDADE. A crônica vencedora será publicada no jornal da escola.

Proposta 2 – Escreva uma CARTA a um AMIGO que você admira, mas não vê há bastante tempo. Nesta carta, você deverá rememorar alguns episódios que vivenciaram juntos e que serviram como referência para que você mudasse algumas atitudes e visse a vida de outra forma.

UECE – 2007.2

Leia esta frase da crônica CONFLITOS de Carlos Heitor Cony:

“Os pais acham que os filhos, por serem jovens, são necessariamente felizes, têm tudo da vida, tudo”. “Os filhos acham que os pais, por representaram o poder, são necessariamente felizes porque chegaram lá”.

A partir dessas idéias, escreva um ARTIGO DE OPNIAO para uma revista de EDUCAÇÃO FAMILIAR, sugerindo PROPOSTAS PARA DIMINUIR CONFLITOS ENTRE PAIS E FILHOS.

UECE – 2008.1

Leia a manchete abaixo retirada do jornal O POVO, do dia 6/11/2007. A partir dela, crie um texto jornalístico – NOTÍCIA – em que serão apresentadas ações alentadoras a serem desenvolvidas nos municípios atingidos pela seca.

Com 152 cidades em emergência, Cid lança pacote contra seca.

UECE – 2008.2

Você é candidato a vereador de seu município e vai se apresentar em um comício. Valendo-se do gênero textual discurso, escreva um texto em que apresentará propostas que contribuirão para melhorar a qualidade de vida de sua comunidade.

UECE – 2009.1

Read Full Post »

Redação – Variantes Lingüísticas – Parte – 1 – 2.


Redação – Variantes Lingüísticas – Parte – 2 – 2.

Read Full Post »

Tipos de Redação.

Damos o nome de redação (ou composição) a todo trabalho que envolva o ato de redigir, isto é, de escrever. Em sentido amplo, qualquer trabalho escrito é uma redação.

A partir de agora, trataremos de alguns tipos de redação ensinados nas escolas, por isso mesmo chamado de redação escolar. São eles: a descrição, a narração e a dissertação.

A descrição.

A descrição se caracteriza por ser o “retrato verbal” de pessoas, objetos, cenas ou ambientes. Nela, são trabalhadas as imagens, ou que permite uma visualização do que está sendo descrito.

Uma boa descrição não deve ser resumir-se a uma simples enumeração. È fundamental captar o traço distintivo que diferencia o ser descrito dos demais.

Na prática, é difícil você encontrar um texto exclusivamente descrito. O que ocorre mais comumente são trechos descritivos em um texto narrativo ou dissertativo. Por exemplo, em qualquer romance (que é um texto narrativo por excelência). Você perceberá várias paisagens descritivas, seja de personagens, seja de ambientes.

“Quando um homem morre, ele se reintegra em sua respeitabilidade mais autêntica, mesmo tendo cometido loucuras em sua vida. A morte apaga, com sua mão de ausência, as manchas do passado e a memória do morto fulge como diamante. Essa, a tese da família, aplaudia por vizinhos e amigos. Segundo eles, Quincas Berro Dágua, ao morrer, voltara a ser antigo e respeitável Joaquim Soares de Cunha, de boa família, exemplar funcionário da Mesa de Rendas Estadual, de passo medido, barba escanhoado, paletó negro de alpaca, pasta sob o braço, ouvindo com respeito pelos vizinhos, opinando sobre o tempo e a política, jamais visto num botequim, de cachaça caseira e comedida.”

AMADO, Jorge. A morte e a morte de Quincas Berro Dágua.

A descrição subjetiva.

Muitas vezes, ao descrever um ser, não nos limitamos a fornecer ao leitor um retrato exato e fiel. Podemos passar-lhe um ponto de vista pessoal daquilo que descrevemos, produzindo, dessa forma, uma descrição subjetiva.

Essa visão pessoal do personagem, carregada de juízos de valor, não deve ser considerada um defeito, pois, na descrição, não devemos nos limitar a fornecer ao leitor um retrato frio e sem vida daquilo que se descreve – se assim fosse, ir além do simples retrato, isto é, transmitir ao leitor uma visão pessoal ou uma interpretação a respeito que descrevemos.

Ademais, salvo as descrições técnicas ou cientificas, toda descrição revela, em maior ou menor grau, a impressão que o autor tem daquilo que descreve.

“No fim da tarde, quando as luzes se acendiam na cidade e os homens abandonavam o trabalho, os quatro amigos mais íntimos de Quincas Berro Dágua – Curió, Negro Pastinha, cabo Martim e Pé-de-Vento – desciam a ladeira do tabuão em caminho do quarto morro. Deve-se dizer, a bem da verdade, que não estavam eles anda bêbedos. Haviam tomado seus tragos, sem dúvida, na comoção da noticia, mas o vermelho dos olhos era devido às lágrimas derramadas, à dor sem medidas, e o mesmo pode-se afirmar da voz embargada e do passo vacilante. Com conservar-se completamente lúcido quando morre um amigo de tantos anos, o melhor dos companheiros, o mais completo vagabundo da Bahia?”

AMADO, Jorge. A morte e a morte de Quincas Berro Dágua.

A descrição objetiva.

Na descrição objetiva, transmiti-se uma imagem concreta e precisa do que se descreve, destacando nitidamente os detalhes característicos, para que a imagem seja o mais próximo possível da realidade.

Convém lembrar o que antes já dissemos: excetuando as descrições técnicas ou científicas, é difícil encontrar uma descrição absolutamente objetiva, pois sempre haverá alguma interferência do autor em relação àquilo que está sendo descrito. O que vai distinguir uma descrição objetiva de uma descrição é o grau dessa interferência.

Na descrição subjetiva, a interferência do autor é sempre maior e costuma ser caracterizada pela emissão de juízos de valor. Já na descrição objetiva, o autor interferência menos, tentando nos passar uma imagem mais próxima ao real, evitando os julgamentos pessoais.

“O santeiro, velho magro de carapinha branca estendia-se em detalhes: uma negra, vendedora de mingau, acarajé, abará e outras comilanças, tinha um importante assunto a tratar com Quincas naquela manhã.”

AMADO, Jorge. A morte e a morte de Quincas Berro Dágua.

Read Full Post »